SKU (stock keeping units) é utilizado no meio logístico e trata de um conceito muito importante. Se você, desconhece os benefícios ou gostaria de relembrar a importância do SKU para o seu negócio, ou como fazer um, esse artigo é a sua solução!

No decorrer da sua leitura, vamos contar um pouco mais sobre o que é SKU, como gerá-lo, cuidados e dicas para usá-lo da melhor maneira e como integrá-lo na rotina da sua força de vendas.

O que é o SKU?

SKU é o código único usado pelo varejista e indústrias na hora de identificar os tipos de produtos e categorias diferentes do seu estoque. De uma maneira livre, sua tradução é “unidade de manutenção de estoque” ficando mais fácil compreender a sigla (SKU).

Usando o código SKU é possível expressar informações essenciais de maneira rápida e acessível a qualquer pessoa, seja ela técnica ou leiga em termos logísticos.

A importância do SKU

O SKU é uma ferramenta muito eficaz no momento de organizar os produtos estocados, pois usando apenas algumas letras e números consegue-se transmitir dados importantes.

Um exemplo de SKU é o seguinte: “celmz3v64”. Assim pode até soar estranho, mas desconstruindo essa sigla temos:

Exemplo de código SKU

  • Cel – celular (produto)
  • M – motorola (marca)
  • Z3 – (modelo)
  • V – vermelho (cor)
  • 64 – 64gb (memória)

Lembre-se que o SKU deve ser criado de forma que faça sentido e seja eficaz a quem lida com a logística dos seus PDVs.

Como gerar um SKU?

É possível criar o SKU de acordo com as vontades/necessidades ou decisões do varejista. Há quem decida usar o SKU da indústria, e tem também quem usa o código de barras. É o ideal? Não, mas isento de proibições são opções possíveis para o vendedor.

O código de barras é SKU?

SKU não é código de barras. Você identifica um item pelo código de barras quando quer organizar a gôndola?

Exemplo de Código de Barras

Sem aprofundamento, o código de barras exige um leitor de código de barras. Aquele código foi projetado para atuar no meio de um sistema tecnológico e processado por máquinas.

O SKU deve ser elaborado de forma a transmitir informações necessárias do produto de maneira a ser compreendido facilmente. Na rotina de reposição, identificação de rupturas e exposição de itens, otimizar o tempo nesse processo é essencial.

A organização é indispensável.

Como dito anteriormente: sem regras na hora de compor um SKU, mas há o consenso de que informações irrelevantes devem ser evitadas.

Podemos pensar em: marca; modelo; cor; memória; tamanho; são informações relevantes, mas isso se aplica a celulares. Cada nicho tem os seus itens relevantes. O importante é deixar o mais compreensível possível à equipe.

Cuidados na composição do SKU

Antes de fazer, ou durante a criação do código SKU é necessário tomar alguns cuidados. Longe de regras, essas são dicas que levam a um SKU eficiente. E como alerta peter drucker ‘não existe nada mais ineficaz do que fazer eficientemente o que não precisava ser feito’.

  • Caracteres especiais: ao definir o seu código único evitar o uso de caracteres especiais pode ajudar. Alguns sistemas não reconhecem determinados caracteres. Usar apenas números e letras sem interferência é o mais comum.
  • Informações irrelevantes: se tratando de um código que deve ser facilmente entendido, o SKU não pode ficar extenso demais. Por isso, as informações mais importantes à identificação do produto devem ser usadas formando o código.
  • Informação: o código visa transmitir informações por meio de uma ‘linguagem pré-definida’ a determinado grupo, instituição, etc. É importante que os envolvidos no processo do estoque saibam o que representa cada, senão a maioria das siglas.

Dicas para usar o SKU bem

Finalizando este artigo, além dos cuidados que devemos tomar, existem outros fatores que você pode usar na criação de um SKU melhor.

Errar na hora de estocar pode atrapalhar toda a distribuição no ponto de venda ou até mesmo correr o risco de um produto faltar na gôndola, influenciando diretamente nas vendas. Definindo um padrão, as chances de erros são minimizadas.

Um código por produto

Se você tiver produtos com categorias e subcategorias, cenário comum nas indústrias é preciso criar um SKU de cada item.

Com o foco em organizar, repetir um SKU pode comprometer este objetivo. Se no estoque existem dez aparelhos e cada um é de uma cor diferente, então devem ser feitos dez SKUs. Isso não se aplica apenas à cor, qualquer detalhe diferente é motivo de não repetir um SKU.

Não complique

No momento de identificar um SKU, quem lida no estoque deve se deparar com um ambiente prático no momento de localizar o que deseja. Assim, é preciso seguir dois passos:

  • Usar apenas informações relevantes
  • Utilizar a lógica

Utilizando a lógica para criar um código é possível evitar que os códigos sejam criados sem relação alguma com o produto. Usar a inicial das palavras ajuda a criar um SKU menor e bem informativo. Mas é possível escolher outros meios.

Plataformas de gestão de estoque

Muitas soluções tecnológicas para ajudar a vida e o trabalho dos varejista e indústrias tem surgido. Quando o assunto é gestão de estoque a solução de vendas da REsight é completamente integrada aos ERPs das indústrias. O que facilita, já que desse modo é possível que a equipe de vendedores em campo, televendas, Portal B2b e demais canais de força de vendas atuem baseado em dados reais ou previsões, visando desta forma evitar prejuízos e tendo o máximo compromisso com as vendas no varejo.

Sabendo disso tudo, agora você sabe o que fazer para organizar melhor o seu estoque e evitar atrasos e confusões no seu ponto de venda. Conheça a solução completa de Força de Vendas da REsight.

Você também pode gostar

Fale Conosco

Siga-nos

A Resight é a solução mais completa de execução e monitoramento de varejo do mercado.

Pertence ao grupo Experity, uma empresa criada para inspirar relações duradouras por meio da tecnologia.

Fale Conosco

Telefone
(11) 3787.0400
segunda a sexta, das 9h às 18h
(exceto feriados nacionais)

Endereço
Av. Doutor Chucri Zaidan 1550 – cj. 2503
CEP: 04711-130 – São Paulo – SP

Copyright © 2021 – Todos os direitos reservados