Shelf life  é um assunto do qual você tem que estar por dentro! Ainda mais se quiser evitar problemas como a ruptura. Se você nunca ouviu esse termo, sem problemas. Neste artigo temos tudo o que você precisa saber sobre shelf life.

o shelf life se refere ao tempo em que os produtos podem ficar na prateleira ou gôndola antes de perecer.

Embora pareça uma tarefa simples, não é. Afinal, pense em um varejista e a quantidade de itens que semanalmente circulam nesse pdv. Apenas estimativas podem ser insuficientes, são necessários cálculos que levam diversos fatores em questão. Confira alguns:

Shelf life: quais fatores considerar?

Data de validade:

No momento de calcular o tempo de vida útil de um produto o fator mais importante a ser levado em consideração é a data de validade. Mas lembre-se, em casos de alimento, um exemplo, se ele for mantido fora das condições necessárias, a sua vida útil pode encurtar.

Temperatura:

Veja: a temperatura ideal para armazenamento, por exemplo o vinho varia entre 14°c e 17°c. Em um país tropical como o brasil, onde algumas regiões alcançam a marca de 40°c ou mais, uma adega sem refrigeração ambiente influencia o shelf life de seus produtos negativamente.

Embalagem:

Olhando o refrigerante, embora o conteúdo seja o mesmo em qualquer recipiente, as embalagens podem favorecer ou não ao shelf life.

A embalagem além de afetar em termos de conservação do sabor ou qualidade do produto, mostra que a resistência deve ser levada em consideração. Afinal, quando uma garrafa pet e outra de vidro caem, qual quebra?

Ingredientes:

Saber quais ingredientes integram o produto faz muita diferença na hora de calcular o shelf life dos itens no pdv. Com a diversidade de fornecedores existentes hoje é possível fazer a seleção de acordo com os ingredientes que pareçam melhores para seu ramo ou pdv.

Shelf Life Cliente vendo a validade do produto

Como calcular o shelf life?

Existem duas formas diferentes de calcular o shelf life dos produtos armazenados. São divididos em métodos diretos e indiretos. Os métodos diretos são extensos, demorados, mas apresentam alta precisão, pois são embasados em pesquisas e testes laboratoriais.

Nesse método os alimentos são submetidos a condições determinadas em intervalos de tempo específicos. Na maior parte dos casos é realizado pelo produtor, desse modo ele pode saber como o produto irá reagir nas situações estimadas.

O prazo de validade é estimado, de acordo com as reações físicas e químicas do item estudado. Há quem aponte elementos mais específicos no momento de utilizar esse método para calcular o shelf life, esse caso é mais voltado aos varejistas. Os mais recorrentes são:

  • O monitoramento do produto exposto ou estocado;
  • A classificação de elementos que podem reduzir o shelf life dos produtos;
  • Identificação de fatores que não contribuem com a preservação dos itens.

Os métodos indiretos são mais rápidos, porém têm taxas de precisão menores. Isso pode gerar prazos de validade incertos, informações erradas referentes ao método de conservação, entre outros problemas que você não quer ter.

Artigo 7º, IX, da Lei nº 8.137/90 sobre shelf life

Já que falamos em problemas que você provavelmente quer evitar, este é um dos grandes.

O artigo 7º, IX, da Lei nº 8.137/90 aponta: “constitui crime contra as relações de consumo vender, ter em depósito para vender ou expor à venda, ou de qualquer forma, entregar matéria-prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo”.

Esse é mais um motivo que torna o acompanhamento do shelflife tão importante para indústrias que mantém um contato mais  direto com os varejistas. Afinal, a reputação de um pdv/marca não costuma ficar positiva após complicações judiciais, principalmente quando relacionadas à validade, por esse motivo é importante que a equipe de campo seja instruída e redobre a atenção.

Por isso, apenas ter cálculos e as informações acerca do shelf life dos produtos podem ser insuficientes. Contar com uma equipe especializada e dedicada é essencial. Invista em capacitação, pois isso evitará a ruptura causadas por produtos vencidos e complicações judiciais, além de outros problemas.

Administração do shelf life

O cálculo do shelf life é parte que integra a administração, porém existem outros pontos que merecem a atenção de quem quer administrar bem a vida útil de seus produtos.

Regra FIFO:

Se há lotes de itens com a validade vencida no estoque e você não sabe o que fazer. A regra FIFO vai ser muito útil. Sendo FIFO acrônimo de “First in, First out”, trata-se de colocar os primeiros itens que entraram no estoque em exposição no pdv.

Tendo a regra FIFO  em execução há uma preocupação a menos em relação a perda de produtos, pois se tudo ocorrer bem é executado um ótimo giro de no pdv e no estoque.

Estoque:

No momento em que o produto está estocado ele já passou por dois processos. O primeiro é a produção, e o segundo é a manipulação.

O shelflife deve incluir no seu cálculo o período a partir do momento em que o produto é criado. Após a estocagem, vem a exposição e enfim o consumo.

Durante esse período o produto pode ficar parado bastante tempo, ser manuseado diversas vezes e estar exposto a fatores como iluminação e temperatura que podem afetar diretamente a sua validade.

Em supermercados, a quantidade de alimento perecível é grande, sem a atenção devida, elementos simples como ventilação e umidade, causam maiores chances de redução do life share ocasionado por bactérias e fungos. Afinal, um produto não estraga apenas após o vencimento.

Aplicativos

Sabe-se que os aplicativos e ferramentas de gestão de equipe se tornaram valiosas na rotina de gerentes e promotores de trade. Tendo tanta tecnologia disponível, adotar uma ferramenta digital em breve será indispensável!

Pensando nisso, a REsight possui uma solução completa para você que está buscando melhorar o monitoramento do life share de seus produtos. Por meio de uma ferramenta de trade marketing (disponível também em aplicativo) aliada a inteligência artificial, coleta informações em tempo real e apresenta insights para tomada de decisões. Garantindo a elaboração de um plano de ação de forma muito mais eficaz, evitando a perda de produtos e potencializando o giro do estoque.

Gerenciar o pdv, ter informações do estoque na hora, minimizar suas perdas e desperdícios de produto agora é possível,  com essa incrível ferramenta de trade marketing da REsight.

 

Você também pode gostar

Fale Conosco

Siga-nos

A Resight é a solução mais completa de execução e monitoramento de varejo do mercado.

Pertence ao grupo Experity, uma empresa criada para inspirar relações duradouras por meio da tecnologia.

Fale Conosco

Telefone
(11) 3787.0400
segunda a sexta, das 9h às 18h
(exceto feriados nacionais)

Endereço
Av. Doutor Chucri Zaidan 1550 – cj. 2503
CEP: 04711-130 – São Paulo – SP

Copyright © 2021 – Todos os direitos reservados