Você sabe citar de cabeça alguns exemplos de trade marketing? Escolher e adotar as melhores estratégias de trade marketing é algo essencial para as empresas, em especial para as indústrias. Isso porque ele tem o papel fundamental de potencializar as vendas, tornando o produto mais interessante para o público no Ponto de Venda (PDV), chamando a sua atenção.

Porém, muitas vezes é difícil entender quais atividades são responsabilidade da área
de trade marketing e quais correspondem a outros setores, como vendas e
comunicação.

Se este é o seu caso, confira a seguir cinco exemplos de trade marketing que podem
ajudar a esclarecer esta dúvida.

Qual é a função do trade marketing?

O trade marketing de uma forma resumida é o trabalho desenvolvido a fim de otimizar as vendas diretamente no Ponto de Venda. Em geral, este trabalho é feito diretamente no varejista, ainda que impacte o consumidor final. Por isso, ele é visto como uma prática B2B (Business to Business).

Seu foco, normalmente está em proporcionar uma melhor experiência do cliente com seus produtos, utilizando ferramentas que tornam esse processo mais simples, prático e eficiente.

5 exemplos de trade marketing

1 – Gestão de canais de distribuição

A gestão dos canais de distribuição é o meio pelos quais seus produtos serão entregues ao seu cliente. Afinal, não gostaríamos de ter um consumidor frustrado por não ter encontrado o seu produto exposto na gôndola, seja pela falta em estoque ou desatenção do promotor, certo?

O trade marketing se esforça para evitar que isso aconteça, mantendo os produtos sempre disponíveis nas prateleiras, por isso é essencial que a equipe de força de vendas e área de trade marketing trabalhem em conjunto evitando assim rupturas.

2 – Gestão de promotores

Muitas das vezes as indústrias dispões de promotores CLT, mas há que opte em escolher terceirizá-los por meio de agencias de trade marketing. Além do treinamento da equipe, ainda é importante gerir as suas atividades. Isso inclui, dispor de um aplicativo de trade marketing para realização de auditorias e atividades de rotina para execuções das categorias ou mesmo traçar as rotas que estes profissionais cumprirão, atendendo diferentes PDVs a cada dia.

O que é um desafio, já que em muitos casos o gestor precisa fazer este trabalho para dezenas de profissionais. E a cada novo Ponto de Venda estas rotas precisam ser repensadas. Por isso, o trabalho de roteirização pode levar semanas para ser feito, a depender do volume de trabalho da empresa.

Como a ideia é sempre conquistar novos clientes ou atender uma maior quantidade dos atuais varejistas, esse remanejamento deve ser comemorado em vez de temido.

A REsight pode ajudar nesta tarefa também, com o aplicativo de roteirização de carteiras e visitas que faz este trabalho em poucas horas, de forma automática e muito mais simples do que fazer o processo a mão.

3 – Gerenciamento por categorias

Esse é um dos conceitos mais importantes do trade marketing, que merece um olhar mais cuidadoso. De forma geral, é técnica aplicada ao merchandising que corresponde em organizar as categorias de produtos baseadas no planejamento do trade e o comportamento do shopper.

Assim, o método mais comum e utilizado é o sortimento adequado de produtos no PDV, de acordo com suas categorias seja ela de alimentos, bebidas, higiene, limpeza etc.

Além do mix de produtos, essa etapa também é interessante para pensar no planograma, que é o uma representação gráfica de como os produtos precisam estar posicionados na gôndola.

Outra técnica importante sobre o gerenciamento de categorias é o cross- merchandising, seu objetivo principal é combinar diferentes categorias de produtos de forma com que se complementem, chamando a atenção do shopper.

Uma forma de fazer este trabalho de forma eficiente é reunir diferentes itens que costumam ser utilizados em um mesmo preparo ou situação. Vamos a um exemplo:

  • Leite,
  • Achocolatado,
  • Caneca com desenhos infantis,
  • Bolacha recheada, e
  • Revistas de colorir.

4 – Merchandising

O merchandising é uma braço do trade marketing, com foco em criar ações no ponto de venda. Aqui, estão inclusos as faixas de gôndola, banners, panfletos, stopper, flyers, wobbler, pontos extras, entre outros. Ou seja: é tudo aquilo que foi criado como o objetivo destacar a marca frente às concorrentes.

O merchandising ajuda na hora em que o cliente precisar tomar a sua decisão. Isso porque muitos deles costumam se apoiar na parte visual da comunicação. Por isso, considerar investir nesse quesito pode ser um diferencial.

Cabe ao profissional de trade marketing usar da criatividade para fazer com que o produto ali exposto se destaque entre os demais

E lembre-se toda ação de merchandising precisar ser registrada, afinal, só se saberá se algo deu certo se comprovado em números.

5 – Desenvolvimento de profissionais

Para que as dicas anteriores tenham efeito é preciso contar com uma boa tecnologia e bons profissionais.

Para isso, a empresa precisar treinar e manter seus promotores sempre atualizados, seja para avisar sobre novos produtos ou mudar algumas estratégias. Cada um deve saber executar com maestria as suas funções. Sabendo por exemplo quando é o momento de tentar negociar melhores espaços para expor os produtos da marca, conquistar novos pontos extras, entre outros.

O envolvimento, desempenho e treinamento de promotores de merchandising é fundamental para garantir uma boa gestão de produtos.

Tecnologia sempre a favor

Agora que já te contamos um pouco mais sobre alguns bons exemplos de trade marketing, chegou o momento de colocar em prática todo esse conhecimento.

Como vimos em exemplos diretos, a tecnologia pode ser uma grande aliada em várias destas atividades e a REsight pode ajudar. Por exemplo, com do nosso aplicativo de trade marketing, é possível agilizar a coleta de dados no PDV como presença, ruptura, participação, aplicação do planograma e performance da concorrência e enviá-las em tempo real para o gestor, em forma de relatório, assim que houver acesso à internet.

Isso garantirá um acompanhamento mais de perto sobre o que acontece com a sua marca em campo.

Ou ainda é tirar e enviar uma foto da prateleira. E os dados já vem previamente preenchidos para que o promotor apenas edite e insira aquilo que for necessário.veja:

Com esse apoio e controle, com certeza você presenciará um aumento nas vendas dos seus produtos, construindo uma melhor relação melhor com seus pontos de vendas e, é claro, conseguirá ganhar mais agilidade em campo para fidelizar seus antigos varejistas e conquistar novos.

Saiba mais sobre a solução de Trade Marketing da REsight.

Você também pode gostar

Fale Conosco

Siga-nos

A Resight é a solução mais completa de execução e monitoramento de varejo do mercado.

Pertence ao grupo Experity, uma empresa criada para inspirar relações duradouras por meio da tecnologia.

Fale Conosco

Telefone
(11) 3787.0400
segunda a sexta, das 9h às 18h
(exceto feriados nacionais)

Endereço
Av. Doutor Chucri Zaidan 1550 – cj. 2503
CEP: 04711-130 – São Paulo – SP

Copyright © 2021 – Todos os direitos reservados